Menu

Sorocaba passa a ter novo padrão de ligação de água a partir de 22 de julho. Novo sistema proporciona diversas vantagens aos munícipes e ao Saae.

Lacre dá acesso exclusivo aos funcionários da autarquia no hidrômetro.No dia 22 de maio, o jornal “Município de Sorocaba”, órgão oficial da Prefeitura, publicou em sua página 5 o decreto 21.799, que dispõe sobre a regulamentação da instalação de água e esgoto na cidade, visto que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) passa a adotar um novo padrão de ligação de água, que será obrigatório a partir do dia 22 de julho próximo, conforme determina o documento assinado pelo prefeito.

De acordo com o diretor-geral da autarquia, engenheiro Adhemar José Spinelli Júnior, não haverá qualquer alteração no hidrômetro que atualmente é utilizado e a diferença de custo entre o atual e o novo padrão será assimilada pela autarquia, não sendo repassada aos munícipes. “O que está sendo alterado é o local em que o hidrômetro fica instalado, que passa do modelo de abrigo atual para uma caixa em policarbonato, um tipo de plástico mais resistente, que terá uma tampa lacrada, com acesso apenas pelos funcionários da autarquia. Quanto aos valores, decidimos absorver a diferença pelos benefícios do novo sistema”, explica Spinelli.

Outra alteração que também trará benefícios é o material utilizado na montagem do cavalete do hidrômetro, que passa do ferro galvanizado atual para o pvc, proporcionando maior facilidade na instalação, além de maior durabilidade, uma vez que não fica sujeito a corrosões.

“As vantagens são muitas, mas neste primeiro momento o novo padrão será obrigatoriamente empregado apenas para os pedidos de novas ligações. Porém, o nosso objetivo é substituir gradativamente as ligações antigas, o que será feito em casos específicos, como nas solicitações de mudança do cavalete de local, que normalmente é feita pelos munícipes”, esclarece o diretor-geral.

Tecnologia avançada e vantagens
O novo padrão que está sendo adotado possui uma tecnologia mais avançada e materiais mais resistentes e menos sujeitos à deterioração na instalação do cavalete do hidrômetro, quando comparado com o padrão atualmente em uso, em ferro galvanizado, sendo composto por uma caixa em policarbonato, onde o hidrômetro é instalado com conexões em pvc, especialmente desenvolvido para este fim. A ligação, propriamente dita, será executada em tubos de polietileno de alta densidade, com a utilização de um “T” de serviço, que fará a interligação com a rede de distribuição.

“Além de maior agilidade na instalação de novas ligações e de maior durabilidade do material, o novo padrão de ligação de água proporcionará outros benefícios, como a uniformização do sistema; proteção contra vandalismo e furto do hidrômetro; redução do índice de fraudes e violações; facilidade de manutenção e de leitura pelos funcionários da autarquia, evitando-se as ocorrências de “não leitura” e a necessidade de se adentrar no imóvel; facilidade na detecção de vazamentos e diminuição dessas ocorrências; diminuição do volume de perda de água e facilidade na execução da substituição de hidrômetros”, destaca o diretor operacional de água da autarquia, engenheiro Rodolfo Barboza.

Fonte: www.g1.globo.com